Observacom
Portuguese

A situação atual dos meios estatais no Paraguai

O Paraguai realizou mudanças em seu sistema de meios estatais mediante uma reestruturação na organização, funcionamento operativo e administrativo de seus elementos

Lourdes Ramírez* / Paraguai, junho 2014

English version · Versión en español

As atuais autoridades responsáveis pelos meios estatais, a Direção Geral de Meios de Estado da Secretaria de Informação e Comunicação para o Desenvolvimento (SICOM), buscam melhorar as condições de sustentabilidade (econômica, social, técnica e comunicacional) dos meios de comunicação do Estado e otimizar o acesso à informação pública e educação da população, através da utilização dos referidos meios.

É assim que para o período de gestão 2014- 2018, se projeta a promoção e criação de novos meios de comunicação do Estado, de maneira a visibilizar a presença do Estado paraguaio em todos os departamentos do país, dando ênfase às zonas de fronteira.

O marco conceitual destas políticas inclui a compreensão da comunicação pública como o processo de interação entre o Estado e os distintos atores e setores da sociedade, homens, mulheres, meninos, meninas, jovens e adultos. Portanto, não estamos falando só de informação pública e de um momento de divulgação, mas sim de um processo relacional mediante o qual o Estado interage com a sociedade e esta com o Estado, trocando informação, tomando decisões, gerando propostas e desenvolvendo ações.

O organismo diretivo

A SICOM foi constituída pelo decreto de criação n° 171 de 27 de agosto de 2008 como órgão dependente da Presidência da República do Paraguai. Nesta norma se estabeleceram suas funções, atribuições e autoridades, e se reestruturou a Secretaria de Comunicação Social, dependente da Secretaria Geral da Presidência da República.

Em janeiro de 2014, o governo paraguaio aprovou um novo decreto nº 1069 pelo qual se dispõe a mudança de denominação da “Secretaria de Informação e Comunicação para o Desenvolvimento”, que passa a se chamar “Secretaria de Informação e Comunicação”. Além disso, define a Direção de Informação Presidencial como parte da repartição estatal, unificando critérios para assim ter um melhor manejo da comunicação do presidente, do gabinete e dos ministros, e para contar com uma comunicação uniforme de cada um dos entes do Estado.

Assim, a Sicom se constitui na instância diretiva, normativa e estratégica das políticas de informação e comunicação social da Presidência do país com plena capacidade para operar os meios que dela dependem.

O sistema de meios estatais

Estas mudanças institucionais tiveram um objetivo concreto: a reestruturação na organização, funcionamento operativo e administrativo da Radio Nacional San Pedro, ao tempo em que se mudou a denominação da agência de noticias IP Paraguay.

O sistema de meios estatais paraguaio inclui a Radio Nacional San Pedro, localizada ao norte do país, com um alcance de 150 km de raio; Radio Nacional del Paraguay com entrada nacional em AM e FM, com um alcance de 60 km de raio, cobre as áreas de Assunção, Grande Assunção, Central e Cordilheira. No sul do país se encontra Radio Carlos Antonio López, com um alcance de 150 km de raio. Além disso, o sistema conta com uma agência governamental de informação digital que atualmente se denomina Agência de Informação Paraguaia.

O canal de televisão que anteriormente se denominava “TV Pública” hoje é conhecido como Paraguai TV HD Digital e emite seus sinais pelos canais analógico e digital. Com a mudança de denominação se buscou posicioná-lo como primeiro canal digital no país. Tem um alcance de 60 quilômetros de raio, abarcando as principais áreas de Assunção, Grande Assunção e Cordilheira.

Na atualidade, conta com um plano de expansão que se iniciará este mês de junho em nível nacional através de acordos com operadore de cabo para incluir a programação pública em mais de 80 empresas de TV para assinantes do interior do país, de maneira a atingir uma cobertura de 60 por cento do territorio nacional.

Nos meios de comunicação do Estado se maneja a seguinte porcentagem de origens de produção nos conteúdos emitidos: nacional 65%, internacional 10% e regional 25%. O acesso a conteúdos internacionais é possível graças a convênios como DocTV, Deustche Welle, TAL e outros (ver quadro 1).

Quadro 1

Em março deste ano, Paraguai TV HD Digital inaugurou sua nova Franja Informativa com 8 horas consecutivas de informação por dia, 5 dias por semana; a primeira desse tipo no país. Assim mesmo, esse espaço informativo põe a serviço do cidadão envolvimento com os outros meios do Estado.

Outro aspecto a destacar é o financiamento dos meios de comunicação estatais, os que se financiam através de recursos do Tesouro (ver Quadro 2).

Quadro 2

*

*Observação:

Fonte10 – Recursos do Tesouro: pertencem ao Orçamento designado pelo Ministério da Fazenda.

Fonte 30 Recursos Próprios: pertencem aos recursos gerados no conceito de publicidade pelos meios do Estado.

 

*Lourdes Ramírez é diretora de Meios do Estado SICOM

LINKS RELACIONADOS

Notas relacionadas

Diante do desafio de repensar a legislação de telecomunicações

Observacom

The Challenge of Rethinking Telecommunications Legislation

Observacom

Ante el desafío de repensar la legislación de telecomunicaciones

Observacom
... (en este espacio hay varias líneas de código de programación personalizado)