Para Claro, SES e Viacom, distribuição de conteúdos por streaming é inexorável