UNESCO: “O poder dos intermediários só pode ser entendido completamente no contexto do poder do Estado”